A Câmara Municipal de Belmonte, no âmbito do Plano Intermunicipal para a Igualdade – Estratégia Territorial de Combate à Violência Doméstica e de Género, continua a mostrar o seu empenho para uma sociedade mais justa e mais humana.

Por forma a assinalar o Dia Municipal para a Igualdade – irá realizar sessões de sensibilização para as turmas do 9º ano e 10º ano, do Agrupamento de Escolas Pedro Álvares Cabral, dia 24 de outubro, pelas 10h15, na sede do Agrupamento, em parceria da COOLABORA.

Assim, convidamos a comunidade em geral, comunidade educativa ou qualquer cidadão que queira estar presente, acreditando na mais-valia que será para progresso e justiça social de todos.

Santa Casa da Misericórdia de Belmonte e a Mutualista Covilhanense celebraram no passado dia 10 de Outubro um protocolo de cooperação institucional. Trata se de um protocolo de âmbito inter-concelhio, que prevê uma cooperação entre as duas instituições visando explorar e promover sinergias para a conjugação de acções e projectos na área social.

O documento foi assinado por José Manuel Figueiredo, Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Belmonte e por Nelson Silva, Presidente da Direção da Mutualista Covilhanense.

Na cerimónia esteve também António Dias Rocha, Presidente da Assembleia Geral da instituição belmontense, que é também Presidente da Câmara Municipal.

Hoje, segunda-feira, “a CIM-BSE vai interpor uma providência cautelar no Tribunal da Guarda para impedir o encerramento das estações dos CTT em Fornos de Algodres, Belmonte, Manteigas e Figueira de Castelo Rodrigo”, disse Manuel Fonseca, presidente da Câmara Municipal de Fornos de Algodres e vice-presidente da CIM-BSE.

Segundo o autarca, a decisão foi tomada na última reunião do Conselho Intermunicipal da CIM-BSE, que tem sede na cidade da Guarda.

No encontro foi decidido “tomar todas as posições que se acharem relevantes” para impedir o fecho das estações dos Correios, disse.

Manuel Fonseca referiu ainda que a providência cautelar vai ser apresentada, uma vez que os autarcas da área de abrangência da CIM-BSE entendem que “o contrato de concessão dos CTT tinha como objetivo o serviço postal público universal e, fechando as estações, esse serviço público postal não é prestado às populações”.

A CIM-BSE é constituída por 15 municípios, sendo 12 do distrito da Guarda (Almeida, Celorico da Beira, Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres, Guarda, Gouveia, Manteigas, Meda, Pinhel, Seia, Sabugal e Trancoso) e três do distrito de Castelo Branco (Belmonte, Covilhã e Fundão).

fonte: Beira.pt

Ação Pública dia 15 de Outubro

Dia 15 de Outubro, pelas 17h30, em frente aos CTT de Belmonte, vai promover-se uma ação pública contra o encerramento do Posto de CTT da Vila.

Participe nesta ação, em defesa do serviço público!

Com apenas 14 anos, a belmontense Sofia Sá (Quinta do Peru) venceu pela segunda vez seguida a Taça da Federação Portuguesa de Golfe, no Ribagolfe 1, batendo na final Beatriz Themudo (Oeiras Golf) no 38.º buraco de jogo, o segundo do play-off.

Fotografias: Federação Portuguesa de Golf

Um incêndio rural no concelho de Belmonte mobilizou ontem mais de uma centena e meia de operacionais. O alerta foi dado ás 15h06 na freguesia de Inguias.

No teatro de operações estiveram 116 bombeiros com 36 viaturas de 16 corporações da região, 32 elementos da Força Especial de Bombeiros com 10 viaturas, sete meios aéreos com 22 operacionais e cinco elementos da Guarda Nacional Republicana com duas viaturas.

O fogo entrou em fase de resolução por volta das 18 horas. Esta manhã (7h30), 41 bombeiros com 15 viaturas permaneciam no local em operações de rescaldo e vigilância.

fonte: Radio Caria

Aviso

Devido à realização do III Rali de Belmonte – Regularidade Sport, haverá condicionamento/corte de trânsito dia 5 de Outubro com início na Rua da Fontinha via Rua Gago Coutinho e Sacadura Cabral e em toda a Rua dos Bombeiros Voluntários/ Estrada da Praia Fluvial/ Rua do Lagar e Avenida Dr. Mário Soares. O condicionamento/corte de trânsito, terá início pelas 10:00h e terminará às 18:00h. 

Haverá sinalização adequada para a devida circulação que deverá acontecer pela Rua Pedro Álvares Cabral. 

Nas zonas condicionadas pela prova só será permitida a circulação de veículos de emergência, concorrentes, carros de assistência e organização. 

Pedindo desde já desculpa pelo incómodo, a Câmara Municipal de Belmonte solicita a melhor compreensão a todos os automobilistas, moradores bem como a toda a população.

Face às previsões meteorológicas para os próximos dias, os distritos de Aveiro, Braga, Bragança, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Leiria, Portalegre, Porto, Santarém, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu, foram colocados sobre Estado de Alerta Especial – Nível Vermelho, no período compreendido entre as 18h00 do dia 01 de outubro e as 23h59 do dia 03 de outubro.

Com base na Lei de Bases de Proteção Civil, deverão ser implementas as seguintes medidas de caráter excecional:

– Elevação do grau de prontidão e resposta operacional por parte da GNR e da PSP, com reforço de meios para operações de vigilância, fiscalização, patrulhamentos dissuasores de comportamentos e de apoio geral às operações de proteção e socorro que possam vir a ser desencadeadas, considerando-se para o efeito autorizada a interrupção da licença de férias e/ou suspensão de folgas e períodos de descanso;

– Aumento do grau de prontidão e mobilização de equipas de emergência médica, saúde pública e apoio psicossocial, pelas entidades competentes das áreas da saúde e da segurança social;

– Mobilização em permanência das equipas de Sapadores Florestais;

– Mobilização em permanência do Corpo Nacional de Agentes Florestais e dos Vigilantes da Natureza que integram o dispositivo de prevenção e combate a incêndios;

– Aumento do nível de prontidão das equipas de resposta das entidades com especial dever de cooperação nas áreas das comunicações (operadoras de redes fixas e móveis) e energia (transporte e distribuição);

– Proibição do acesso, circulação e permanência no interior dos espaços florestais, previamente definidos nos Planos Municipais de Defesa da Floresta Contra Incêndios (PMDFCI), bem como nos caminhos florestais, caminhos rurais e outras vias que os atravessem;

– Proibição total da utilização de fogo-de-artifício ou outros artefactos pirotécnicos, independentemente da sua forma de combustão, bem como a suspensão das autorizações que possam ter sido emitidas, enquanto vigorar a Situação de Alerta;

– Dispensa do serviço público dos trabalhadores da Administração Pública que desempenhem cumulativamente as funções de bombeiro voluntário;

– Dispensa dos trabalhadores do setor privado que desempenhem cumulativamente as funções de bombeiro voluntário, nos distritos para os quais tenha sido Declarado o Estado de Alerta Especial de Nível Vermelho pela ANPC;

– Recurso aos meios disponíveis previstos no Plano Nacional e nos Planos Distritais de Emergência de Proteção Civil.

Recorde-se que, face às previsões meteorológicas para a primeira quinzena de outubro – com temperaturas superiores à média para esta época do ano e baixa probabilidade de ocorrência de precipitação – o Governo prorrogou até 15 de outubro o período crítico no âmbito do Sistema Nacional de Defesa da Floresta Contra Incêndios. O Ministério da Administração Interna determinou à Autoridade Nacional de Proteção Civil o prolongamento do Nível de Empenhamento Operacional (Reforçado) Nível IV até ao próximo dia 15 de outubro.

fonte: Bombeiros Voluntários de Belmonte

ENCERRAMENTO DO POSTO DE CTT BELMONTE

Face às notícias veiculadas na impressa sobre o encerramento do posto dos CTT em Belmonte, a Assembleia Municipal da União de freguesias de Belmonte e Colmeal da Torre, remeteram um ofício ao Senhor Presidente da Câmara Municipal de Belmonte, em 01/10/2018, a seguir transcrito:

“Ao tomar conhecimento da possibilidade de encerramento do Posto de Correios em Belmonte, foi com indignação que todos os membros do executivo e assembleia de freguesia receberam a notícia, no dia em que se realizava uma sessão de assembleia de freguesia, no dia 28 de setembro de 2018. Desde já apelamos a V. Exa. todo o esforço para que os objetivos dos CTT não sejam concretizados. Pode V. Exa. contar com total apoio deste executivo e assembleia de freguesia para todas as ações que ache por convenientes, para que a população do concelho e zonas limites, não sejam afetadas dado o bem precioso que estes serviços prestam à comunidade.”