As bicicletas estão de volta às estradas da Beira e Serra de Estrela, uma iniciativa da Associação de Municípios da Cova da Beira (AMCB). Um total de 20 equipas e 140 ciclistas vão disputar, de hoje até domingo, dia 15 de abril, a 3ª edição do Grande Prémio Internacional das Beiras e Serra da Estrela em ciclismo.

“Trabalhamos para o desenvolvimento sustentado de uma região que engloba 16 municípios. A promoção de um território desta dimensão só é possível com um evento descentralizado, em que todos os concelhos se sintam envolvidos”, sublinha António Rocha.

Para o presidente da Associação, esta é uma “estratégia de marketing territorial, que dá visibilidade a toda a região”

Reconhece que o ciclismo é “uma modalidade de rua, de forte pendor popular, capaz de atrair gente, empresa, comunicação social. Cruza as nossas terras perante o olhar de todos, realçando as suas paisagens, a riqueza dos patrimónios, os elementos culturais. Entendemos ser assim, o meio ideal para transportar a nossa mensagem colectiva enquanto região”, conclui António Rocha.

Afirma ainda qie o Grande Prémio é um evento com equipas de prestígio de além-fronteiras, que competem nos grandes certames europeus, com atletas marcantes da modalidade, é uma garantia de espectáculo, de emoção desportiva e, “seguramente, um polo de forte atracção”.

Os três dias de prova estão incluídos no Calendário internacional da modalidade, “colocarão esta região do interior, aos olhos do mundo através das televisões e outros meios de comunicação, já que as bicicletas vão rolar pelos 16 municípios”.

É uma prova destinada a trepadores com oito contagens de montanha e uma passagem na Torre da Serra de Estrela no Domingo.

Hoje, o pelotão segue da Mêda para Almeida. No sábado, do Sabugal para Seia. Fecham no Domingo, com partida de Gouveia em direcção à Guarda.

fonte: imperativoonline.pt