Artigos

A Câmara Municipal de Belmonte foi confrontada com um comunicado da CDU de Belmonte, difundido por vários órgãos de comunicação social regionais, sobre a situação da climatização do Centro de Saúde de Belmonte.

Sobre este assunto, o executivo municipal, reunido em 6 de agosto de 2020, deliberou, por unanimidade, esclarecer a população com o seguinte:

1 – O Município de Belmonte ainda não detém as competências da gestão das instalações do Centro de Saúde de Belmonte, nem da gestão do pessoal operacional;

2-Tal situação, completamente alheia ao Município de Belmonte, deve-se à não entrada em funcionamento da Comissão de acompanhamento e monitorização, prevista na lei, devido à situação de crise sanitária em que o nosso país entrou, como é do conhecimento geral e pensamos ser do conhecimento da CDU de Belmonte.

3 -A situação de avaria dos aparelhos de climatização do Centro de Saúde de Belmonte, é uma situação que se verifica há largos anos e por esse motivo não pode nem deve ser associado à municipalização dos serviços de saúde.

4 – Tendo em conta a situação que todos os anos se verifica no Centro de Saúde de Belmonte, levou, a que no ano transato, o Município de Belmonte adquirisse ventoinhas para minimizar a situação, a pedido do responsável na altura;

5 – No ano em curso, fomos confrontados pelos responsáveis da Saúde sobre este assunto, os quais solicitaram a intervenção do Município de Belmonte, uma vez que o Ministério da Saúde não dispunha de verbas cabimentadas para resolver no imediato a situação, a qual consideramos ser urgente e que podia colocar em causa o trabalho dos profissionais, o seu bem­estar e dos utentes da referida unidade de saúde.

6 -Nestes termos, e tendo em conta a urgência na resolução desta situação, por forma a criar as condições necessárias para o bom funcionamento do Centro de Saúde de Belmonte, este Município procedeu à adjudicação do arranjo do sistema de AVAC do Centro de Saúde de Belmonte, sendo que a primeira fase dessa intervenção se encontra concluída e a segunda fase, irá acontecer nos próximos dias, pois foi necessário adquirir equipamento.

7 – Em resumo, a situação existente no Centro de Saúde de Belmonte não é uma situação resultante da transferência de qualquer competência para o Município, mas sim, um problema que se arrasta há anos e que se as ditas transferências de competências se tivessem concretizado o problema, certamente, já estaria solucionado.

Ora, a CDU de Belmonte, que apesar da sua fraca expressão eleitoral, tem responsabilidades para com a população do Concelho de Belmonte, uma vez que possui um membro eleito na Assembleia Municipal, não pode, em nossa opinião, optar por difundir notícias falsas. Ou será que a CDU está a optar pela difusão de “fake news”, utilizadas pelos partidos radicais e fundamentalistas que têm aparecido nos últimos tempos, no panorama político português? Ou será que a CDU e o maior partido que faz parte da mesma, continuam a sofrer de alguma “esclerose dogmática”, própria dos ideais comunistas da primeira metade do século passado?

Não acreditamos que assim seja, até porque a CDU e o Partido Comunista Português, são importantes para o funcionamento da nossa democracia. Têm é o dever de dizer a verdade às populações.

Por último, não compreendemos, mas aceitamos democraticamente, a posição da CDU em relação às transferências de competências para os Municípios. Não são o Partido Comunista e a CDU, os “campeões” da defesa do poder local? Então porque é que preferem que o poder esteja concentrado no estado central e afastado das populações?

Em conclusão, a CDU de Belmonte, pede-nos para refletirmos sobre a reversão das competências nas áreas da saúde e da educação. Nós exigimos, que a CDU fale a verdade e esclareça convenientemente as populações.

Belmonte e Paços do Concelho, 6 de agosto de 2020

O Presidente da Câmara Municipal

Dr. António Pinto Dias Rocha

Pode aceder AQUI ao comunicado em formato eletrónico.

 

No atual contexto de pandemia da COVID-19, as farmácias permanecem determinadas em garantir a acessibilidade dos portugueses ao medicamento, procurando dar a melhor resposta às necessidades das pessoas.

Com vista a assegurar a cobertura farmacêutica, prestar um serviço de turnos de serviço mais eficiente e proteger a segurança das equipas das farmácias na fase da pandemia, foi implementada uma reorganização do serviço de turnos das farmácias.

Em simultâneo com esta reorganização foi implementada em todo o país a Linha Nacional 1400.
A Linha 1400 é gratuita e funciona 24 horas por dia, sete dias por semana, assegurando o acompanhamento completo dos utentes, direccíonando para a farmácia da sua preferência que se encontre mais próxima e com capacidade de dar resposta urgente ao seu pedido de medicamentos.

O serviço da Linha 1400 tem contribuído, desta forma, para uma melhor orientação do utente no sistema de saúde, evitando assim deslocações desnecessárias do próprio ou seu familiar.

Temos assistido nos últimos dias, ao surgimento de surtos de COVID-19, por todo o País, sendo que a situação mais preocupante continua a ser a Área Metropolitana de Lisboa.

O Município de Belmonte, tem continuado a acompanhar a evolução epidemiológica que parece estar a ressurgir um pouco por todo o País, pelo que se torna necessário continuar a manter as devidas medidas de segurança, num momento em que se verifica a abertura gradual da economia.

No âmbito do acompanhamento diário que temos mantido com a autoridade de saúde e com a proteção civil, podemos afirmar que a situação no nosso Concelho, até agora, se mantém calma, mantendo-se um caso ativo que se deve a uma situação já publicamente conhecida. Trata-se de um caso importado e portanto, não existem focos de contaminação local.

Relativamente à situação de hoje, e de acordo com as informações transmitidas pela autoridade de saúde, informamos que após a realização de 12 testes, efetuados por indicação médica, a pessoas do Concelho de Belmonte, que indiciavam sintomas muito similares aos provocados pelo vírus COVID-19, tiveram resultado negativo.

Continuaremos a estar atentos ao evoluir da situação, da qual iremos tornar público sempre que se mostre necessários.

Voltamos a apelar a toda a população para continuar a observar rigorosamente, todas as orientações da Direção-Geral de Saúde, no que diz respeito às medidas de proteção, etiqueta e distanciamento social.

Belmonte e Paços do Concelho 10 de junho de 2020
Dr. António Pinto Dias Rocha

Pode aceder AQUI ao comunicado em formato digital.

Como é do conhecimento geral, foi ontem detetado um caso de COVID-19 no Concelho de Belmonte, após a realização do competente teste.
Este caso que nos foi reportado e confirmado pelas autoridades de saúde, refere-se a uma mulher residente em Belmonte, a qual com o seu marido, cujo teste deu
resultado negativo, foi contaminada numa deslocação que há poucos dias efetuaram à Zona de Lisboa.

Tratando-se de um caso importado e não de um caso de contaminação local, não deixa, por esse motivo, de merecer a nossa atenção e acompanhamento, por forma a
evitar a sua propagação pela comunidade local.

Deste modo, o Município de Belmonte e a União de Freguesias de Belmonte e Colmeal da Torre, em articulação com as autoridades de saúde competentes e com o
Serviço Municipal de Proteção Civil, estão a acompanhar a situação desde a primeira hora, de modo a que as regras de confinamento e isolamento profilático sejam
devidamente cumpridas.

Para tal temos estado em contato com a família que se encontra nesta situação delicada, de modo a que para além do cumprimento das medidas sanitárias adequadas,
se faça o acompanhamento social, nomeadamente no que diz respeito ao possível fornecimento de alimentação e de quaisquer outros cuidados.

Apelamos, pois, à população que se mantenha serena e calma e continue a praticar as orientações preconizadas pela Direção Geral de Saúde de distanciamento
social, uso de máscara, etiqueta respiratória e todas as outras que o momento em que vivemos impõem.

No que diz respeito a este caso particular, informamos que os elementos desta família, se encontram confinados nas suas habitações.

Para ver o comunicado oficial emitido pelo Município de Belmonte, clique AQUI

Os restaurantes e cafés abrem já no próximo dia 18 de maio e terão a necessidade de adotar medidas especificas. A DGS já publicou, os procedimentos que devem ser adotados em estabelecimentos de restauração e bebida contra a COVID-19.

Quem tem restaurantes ou cafés, pode solicitar selo “Clean & Safe” (Estabelecimentos Saudável & Seguro). É totalmente gratuito, de adesão voluntária e emitido de forma automática. Para tal, basta aceder ao link em anexo, autenticar com chave móvel ou cartão de cidadão e proceder ao preenchimento do formulário.

Formulário Selo “Clean & Safe”

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP), está a organizar um Webinar para ajudar os empresários do canal HORECA a enfrentar a situação gerada pela COVID-19 a esclarecer as suas dúvidas.
O objetivo da AHRESP, que organiza esta conferência online, é apresentar “Guia de Boas Práticas para a Restauração e Bebidas”.

Assim, o Webinar irá decorrer, dia 15 de maio de 2020, entre as 10 e as 12 horas na página de Youtube da AHRESP em: https://www.youtube.com/user/AHRESP.

Para mais informações consulte o site: https://ahresp.com/guia-de-boas-praticas-pos-covid19/.

 

 

Após o fim do Estado de Emergência, o Governo apresentou o Plano de Desconfinamento, no qual são indicadas as Medidas Gerais e respetivo calendário de aplicação das mesmas.

Por solicitação da coordenadora do Centro de Saúde de Belmonte, Celina Pires Rosa, o secretariado da Extensão de Saúde de Caria irá funcionar dois dias por semana, às terças-feiras e quartas-feiras das 8h00 às 12h00.

A ampliação do funcionamento do secretariado da Extensão de Saúde de Caria, já a partir desta semana, permitirá receber pedidos de receitas médicas, entrega de relatórios, receitas e exames complementares de diagnóstico, entre outros.

fonte: Radio Caria

Dando seguimento às ações que têm vindo a ser tomadas para combater a propagação do coronavírus, a Câmara Municipal de Belmonte entregou hoje, fatos de proteção individual e burcas a diversas entidades do concelho.
As instituições que receberam este material de proteção individual foram os Bombeiros Voluntários do Concelho de Belmonte, a Santa Casa da Misericórdia de Belmonte, o Centro de Saúde, o Lar do Colmeal da Torre, o Lar de Caria e o Lar de Maçainhas.

O Município de Belmonte foi informado pelo Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, de que iria, aquele Ministério, proceder a testes de despistagem do COVID- 19, aos funcionários do Lar D. Maria José Soares, da Santa Casa da Misericórdia de Belmonte, no âmbito de um programa de realização de testes aos Lares do nosso País, que o Governo está a levar a efeito.

Neste sentido, e considerando que deste modo iriam ficar por realizar testes aos funcionários dos restantes Lares do Concelho, bem como aos bombeiros voluntários, forças de segurança e profissionais de saúde e tendo em conta que o Município de Belmonte, já estava anteriormente a desenvolver esforços para contratação destes serviços, junto de um laboratório da Região, foi decidido, proceder à contratação de testes para a despistagem do COVID-19, para todos os profissionais atrás referidos a expensas da Câmara Municipal de Belmonte.

Leia AQUI o Comunicado na integra.

A Câmara Municipal de Belmonte inicia hoje a criação de duas Zonas de Apoio de Retaguarda com a instalação de 100 camas nos dois Pavilhões Desportivos do concelho. Uma medida que visa criar condições para dar uma rápida resposta em caso de necessidade.

“Temos cerca de 100 camas, pelo que vamos preparar nos dois pavilhões gimnodesportivos, uns espaços que nos permitem servir, para uma eventualidade. Também já temos espaços de retaguarda para repouso de profissionais, médicos, enfermeiros, GNR e bombeiros se fossem necessários para poderem descansar”.

O presidente da Câmara Municipal de Belmonte acrescentou que “temos tido também algum equipamento que vamos distribuir pelos bombeiros e pela GNR. Vamos ser optimistas e acreditar que a situação se poderá manter sem nenhum caso no nosso concelho”.

António Dias Rocha disse ainda à Rádio Caria, que a Câmara também vai criar espaços nas freguesias de Colmeal da Torre, Maçaínhas e Carvalhal Formoso, “vamos também criar espaços nas freguesias que têm lares para poder também ajudar estas estruturas se eventualmente for necessário”.

Para já a Câmara de Belmonte inicia hoje a criação de duas Zonas de Apoio de Retaguarda com a instalação de 100 camas nos dois Pavilhões Desportivos do concelho. Uma medida que visa reforçar os esforços de coordenação e cooperação que a autarquia tem desenvolvido com várias entidades, criando assim condições para dar uma rápida resposta em caso de necessidade.

fonte: Radio Caria

Foi renovada a declaração do estado de emergência pelo Decreto do Presidente da República n.º 17 -A/2020, de 2 de abril, e tendo sido, após a aprovação do Decreto n.º 2 -A/2020, de 20 de março, detetadas situações que careciam de regulamentação expressa neste âmbito excecional com a evolução registada da pandemia, o Governo decide aprovar um conjunto adicional de medidas de modo a minorar o risco de contágio e de propagação da doença, das quais se destaca:

Limitação à circulação no período da Páscoa

  • Os cidadãos não podem circular para fora do concelho de residência habitual no período compreendido entre as 00:00h do dia 9 de abril e as 24:00h do dia 13 de abril, salvo por motivos de saúde ou por outros motivos de urgência imperiosa;
  • No mesmo período, serão encerrados para tráfego de passageiros todos os aeroportos nacionais. Mantêm-se os voos de carga, natureza humanitária, voos de repatriamento de portugueses ou voos de Estado e natureza militar.

Poderá consultar AQUI na integra o Decreto do Presidente da República n.º 2-B/2020, de 2 de abril.