Realizou-se no passado dia 26 de Janeiro, no Auditório do Museu Judaico, a entrega dos prémios dos concursos de 2019. O Município de Belmonte agradece a participação de todos e felicita os premiados:

– Concurso de Montras:
1.º lugar:  ElectroAlexandre
2.º lugar: Pavibel
3.º lugar: Maria da Glória Cabeças
3.º Luís Amaro Gonçalves

– Concurso de Flores
1.º lugar: António Marques Alves

– Concurso de Bolos Caseiros
1.º lugar: Maria José Carvalho Proença
2.º lugar: Margarida Faria Carvalho Lopes Vieira
3.º lugar: Casa do Castelo
4.º lugar: Ana Isabel Carvalho Vicente
5.º lugar: Casas de Santiago

– Concurso Belmonte Medieval
1.º lugar melhor decoração expositor: “O Javali” de João Alves
1.º Lugar edifício decorado: Partilhas, Centro de Convívio

– Concurso dos Presépios
1.º lugar: Pré-escolar de Caria
2.º lugar: Girassol
2.º Lugar: Santa Casa da Misericórdia de Belmonte
3.º lugar: Pré-escolar do Carvalhal Formoso

– Concurso dos Madeiros
1.º lugar: Caria
2.º lugar: Monte do Bispo
3.º lugar: Colmeal da Torre

– Concurso de Melhor Fotografia de Madeiro a Arder
1.º lugar: Ricardo Quelhas

– Sorteio do “Natal rima com Comércio Tradicional”
1.º lugar: 3026
2.º lugar: 0993
3.ºlugar: 0992

 

O Galardão Mulheres Notáveis, promovido no âmbito do Plano Intermunicipal para a Igualdade de Belmonte, Covilhã e Fundão tem como entidades responsáveis as três autarquias e a CooLabora.

O Galardão é o contributo para tornar mais visível o papel das mulheres na vida da região e um estímulo à sua participação na vida pública. Esta distinção, destina-se a mulheres com idade superior a 16 anos, residentes na Cova da Beira, mesmo não sendo naturais desta região, mas que se tenham distinguido em áreas como Arte, Cultura, Ciência, Cidadania, Desporto, Economia, Educação e Política.

As candidaturas deverão ser submetidas on-line através do formulário disponível neste link, podendo ainda ser enviadas por email para: galardaomulheresnotaveis@gmail.com ou por correio para CooLabora, Rua Combatentes da Grande Guerra, 62. 6200-046 Covilhã, até 30 de janeiro de 2020.

Consulte o Regulamento: COOLABORA

A Associação de Atletismo de Castelo Branco organiza no dia 26 de janeiro de 2020 o Campeonato Distrital de Corta-Mato, conjuntamente com a sua congénere da Guarda, que se irá realizar nos terrenos anexos (zona de lazer) ao Pavilhão Gimnodesportivo de Belmonte.

Este Campeonato Distrital de Corta-Mato irá disputar-se no Parque Urbano do Machorro, junto ao Pavilhão Gimonodesportivo de Belmonte, no dia 26 de janeiro, pelas 10:00h com provas para todos os escalões etários/sexo.

Com efeito, para mais informações, aceder à página da Associação de Atletismo de Castelo Branco.

 

O objetivo é dar oportunidade a novos talentos da música da região e do País, assim como fomentar o gosto pela música e dinamizar os equipamentos culturais do Concelho são os principais objetivos do presente Concurso.

Para participar, fazem parte vários requisitos obrigatórios e cumulativos como bandas ou artistas individuais com idade igual ou superior a 15 anos que não tenham contrato com nenhuma editora. Para participar é obrigatória a inscrição, por escrito, para cultura@cm-belmonte.pt até 31 de janeiro de 2020.

A participação no concurso é gratuita. Cada banda ou artista individual atuará em data a definir em fevereiro de 2020.

O prémio será a atuação nas Festas do Concelho de Belmonte 2020, assim como um prémio monetário no valor de 500 euros.

Haverá um prémio excecional de 250 euros para o melhor grupo do Concelho de Belmonte, não cumulativo caso seja esta banda a vencedora.

Mais informações na página 5º Concurso À Descoberta de Novos Talentos

Não perca a oportunidade de participar numa sessão fotográfica cheia de história para que tenhas a oportunidade de ser a próxima cara no cartaz do Belmonte Medieval 2020. Inscrições em: cultura@cm-belmonte.pt

18 e 19 de janeiro 2020

Museu dos Descobrimentos

14:00h

A iniciativa surge da preocupação do Município com a saúde dos munícipes que frequentam as instalações municipais, a fim de apontar na prevenção e aumentando a probabilidade de sobrevivência em caso de paragem cardiorrespiratória. Estes equipamentos, dado que podem salvar vidas, são essenciais como qualquer outro equipamento de segurança.

Para correta utilização dos desfibrilhadores externos, 10 funcionários do município de Belmonte, já frequentaram cursos de formação ministrados por entidades especializadas e certificadas para a área da Desfibrilhação Automática Externa.

Os dois primeiros aparelhos foram colocados no início do ano de 2020 e em espaços da responsabilidade da Autarquia, nomeadamente no Pavilhão Gimnodesportivo de Belmonte e Pavilhão Gimnodesportivo de Caria, com efeito de prevenir vítimas de morte súbita cardíaca. Os dois espaços desportivos passam a estar equipados com desfibrilhadores de ponta, que incorpora monitorização remota 24 horas por dia, teleassistência com a Cruz Vermelha Portuguesa e chamada automática para os serviços de emergência.

Segundo o responsável autárquico, com a utilização de desfibrilhadores automáticos externos a possibilidade de sobrevivência é tanto maior quanto menor for o tempo decorrido entre a fibrilação e desfibrilhação, daí a importância de implementação deste programa.

De 27 a 30 de dezembro, a vila e Aldeia Histórica de Belmonte encheu-se de luz para receber a última festa do Ciclo “12 em Rede – Aldeias em Festa 2019”. Um evento que contou com muita música, gastronomia, oficinas e visitas muito especiais, num momento que marcou também a celebração do “Hanukkah” e o último fim-de-semana do ano.

Recorde aqui os melhores momentos.

#festadasluzes
#visitbelmonte
#aldeiashistoricasdeportugal

Numa altura em que o mercado do crédito habitação e o setor imobiliário estão muito dinâmicos, a plataforma ComparaJá.pt analisou os custos de comprar casa nos diferentes municípios de Castelo Branco no sentido de apurar, de acordo com os rendimentos e preço por m² médios.

Neste estudo, o ComparaJá.pt concluiu que o município de Belmonte, devido ao preço por m2 muito competitivo, está no top 5 onde a compra de casa é mais acessível no distrito: em pouco mais de 14 anos é possível concretizar o objetivo de ter habitação própria (tal como é possível observar na tabela em anexo). É certamente uma mais-valia de captar a atenção de futuros residentes.

Comprar casa em Castelo Branco - Belmonte é o terceiro município mais atrativo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: ComparaJá.pt

Nos dias 19 e 20 de dezembro, irá decorrer no Museu Judaico em Belmonte, uma Homenagem a Samuel Schwarz. Consulte AQUI o Programa.

Samuel Schwarz, nasceu em Zgierz (Polónia) a 12 de fevereiro de 1880, sendo o primeiro filho de um casal da comunidade judaica local. Profissionalmente decidiu percorrer o caminho que o levou à École Supérieure des Mines de Paris, onde obteve o grau de engenheiro, em 1904. Em trabalho, iniciou um ciclo de viagens que o levaram por toda a Europa e até ao Cáucaso e Azerbeijão, passando pela Polónia, Itália, Espanha e, finalmente, Portugal, onde acabou por se fixar.

Em 1914, constituiu família, nascendo em 1915 em Lisboa a única filha do casal. Uma vez em Portugal, Samuel Schwarz e usando o seu equipamento fotográfico e de filmar, captou momentos e lugares significativos, frequentou a comunidade judaica de Lisboa e, necessariamente, começou a trabalhar na sua área profissional. Trabalhando como engenheiro na região de Vilar Formoso e Belmonte, deparou-se com comunidades esquecidas de judeus – melhor, de ‘cripto-judeus’ ou marranos – que se assumiam como cristãos perante vizinhos e forasteiros, mas que persistiam, havia séculos, no seu culto ancestral, no recato e reserva dos seus lares.

Em 1925, publica o livro “Os cristãos-novos em Portugal no século XX”, livro que dá a conhecer ao mundo a existência de comunidade de Judeus em Belmonte.
Na década de 30 do século XX, já em Lisboa, Samuel Schwarz aprofundou as suas ligações ao país de acolhimento, pedindo e obtendo a naturalização.

Samuel Schwarz morreu em Lisboa, em 1953.

Mensagem de Natal do Presidente da Câmara Municipal de Belmonte, Dr. António Rocha.

A Santa Casa da Misericórdia de Belmonte em parceria com a Mutualista Covilhanense, a Santa Casa da Misericórdia de Fundão e o Centro Comunitário das Lameiras, entenderam constituir uma Plataforma Supramunicipal de Intervenção Social da Cova da Beira.

Esta estrutura tem como objetivo a formação conjunta de atividades diferenciadas e o desenvolvimento de mecanismos de cooperação, nos concelhos de Belmonte, Covilhã e Fundão.

Um desses mecanismos passa, a curto prazo, pela construção de Estrutura Residencial para Pessoas Idosas “Qualificada”, preparada para acolher pessoas com demência, em terreno situado em Caria, propriedade da Misericórdia de Belmonte.
Neste sentido, irá realizar-se a apresentação do projeto e assinatura do Protocolo de Intenções no próximo dia 2 de dezembro, pelas 18h30, no Pavilhão Desportivo de Caria.

O Município de Belmonte já se constituiu como Parceiro Institucional desta plataforma.

A confirmação veio do próprio Ministro das Relações Exteriores, Embaixador Ernesto Araújo, após uma reunião com o Deputado Federal Josias Da Vitória, que tinha apresentado oficialmente o pedido, após uma visita a Portugal.

Nesta decisão, pesou a ligação histórica e cultural da vila de Belmonte com o Brasil, por via de Pedro Álvares Cabral. Este posto de consulado poderá servir os diferentes brasileiros que trabalham e estudam na região do interior português e que assim, para tratar de formalidades legais, já não terão de se deslocar a Lisboa ou Porto.