Concurso de ”Varandas, Janelas e Portas Floridas” 2019 – Regulamento

  1. O presente regulamento determina as regras aplicáveis ao Concurso de “Varandas, Janelas e Portas Floridas”, aplicando-se a todo o Concelho de Belmonte, no ano de 2019.
  2. O Concurso visa enaltecer a tradição dos vasos de flores e floreiras nas varandas, janelas e portas do Concelho de Belmonte que na primavera embelezam o Concelho.
  3. O Concurso tem por base o tema: “ O meu Concelho é um Jardim”.
  4. As varandas, janelas e portas floridas devem estar organizadas e enfeitadas, para efeitos de concurso, todos os dias, até às 18h30, entre o 18 de Abril a 19 de Maio.
  5. Os interessados devem inscrever-se no Gabinete Cultural da Câmara Municipal de Belmonte ou através da Ficha de Inscrição, até 12 de Abril. 
  6. O júri será constituído pelo Presidente da Câmara Municipal de Belmonte, ou vereador que o mesmo delegue para o efeito, por um técnico do Gabinete Cultural e por um técnico do Gabinete Técnico Florestal.
  7. O júri apreciará as varandas, janelas e portas floridas e determinará qual a melhor, de acordo com os seguintes critérios:

    a) Impacto visual,

    b) Diversidade de flores, floreiras,

    c) Ornamentação,

    d) Organização e limpeza do espaço.

  8. O resultado do concurso será conhecido até ao dia 9 de Junho de 2019.
  9. A todos os participantes será atribuído um prémio de participação relacionado com a jardinagem.
  10. O participante vencedor receberá um prémio no valor de €50,00.
  11. A entrega de prémios supra referidos obriga à presença do responsável pela varanda, janela ou porta florida, ou seu representante, na cerimónia de entrega dos prémios a realizar pela Câmara Municipal de Belmonte, salvo em situação de força maior ou devidamente justificada que impeça o participante de comparecer.
  12. O júri reserva-se ao direito de não classificar algum participante, caso considere que não foram cumpridos os critérios determinados no ponto7.
  13. Os casos omissos no presente regulamento serão decididos pontualmente pelo júri, sem lugar a recurso das decisões tomadas.