Numa altura em que o mercado do crédito habitação e o setor imobiliário estão muito dinâmicos, a plataforma ComparaJá.pt analisou os custos de comprar casa nos diferentes municípios de Castelo Branco no sentido de apurar, de acordo com os rendimentos e preço por m² médios.

Neste estudo, o ComparaJá.pt concluiu que o município de Belmonte, devido ao preço por m2 muito competitivo, está no top 5 onde a compra de casa é mais acessível no distrito: em pouco mais de 14 anos é possível concretizar o objetivo de ter habitação própria (tal como é possível observar na tabela em anexo). É certamente uma mais-valia de captar a atenção de futuros residentes.

Comprar casa em Castelo Branco - Belmonte é o terceiro município mais atrativo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: ComparaJá.pt

Torna-se público, nos termos do artigo 6.º e 88.º do Decreto-Lei n.º 80/2015, de 14 de maio (Regime Jurídico dos Instrumentos de Gestão Territorial) foi deliberado, por reunião do executivo municipal, de 24 de janeiro de 2019, o período de participação pública de 15 dias, destinado à formulação de sugestões e à presentação de informações sobre quaisquer questões que possam ser relevantes no âmbito do processo de revisão do Plano do Plano Diretor Municipal de Belmonte;

Os interessados poderão apresentar as suas sugestões e informações através de requerimento dirigido ao Senhor Presidente da Câmara Municipal de Belmonte ou através de formulário on-line que se encontra no link em anexo, até ao próximo dia 8 de janeiro de 2020.

Para mais informações, aceda à página da Participação pública – Revisão do Plano Diretor Municipal de Belmonte.

Nos dias 19 e 20 de dezembro, irá decorrer no Museu Judaico em Belmonte, uma Homenagem a Samuel Schwarz. Consulte AQUI o Programa.

Samuel Schwarz, nasceu em Zgierz (Polónia) a 12 de fevereiro de 1880, sendo o primeiro filho de um casal da comunidade judaica local. Profissionalmente decidiu percorrer o caminho que o levou à École Supérieure des Mines de Paris, onde obteve o grau de engenheiro, em 1904. Em trabalho, iniciou um ciclo de viagens que o levaram por toda a Europa e até ao Cáucaso e Azerbeijão, passando pela Polónia, Itália, Espanha e, finalmente, Portugal, onde acabou por se fixar.

Em 1914, constituiu família, nascendo em 1915 em Lisboa a única filha do casal. Uma vez em Portugal, Samuel Schwarz e usando o seu equipamento fotográfico e de filmar, captou momentos e lugares significativos, frequentou a comunidade judaica de Lisboa e, necessariamente, começou a trabalhar na sua área profissional. Trabalhando como engenheiro na região de Vilar Formoso e Belmonte, deparou-se com comunidades esquecidas de judeus – melhor, de ‘cripto-judeus’ ou marranos – que se assumiam como cristãos perante vizinhos e forasteiros, mas que persistiam, havia séculos, no seu culto ancestral, no recato e reserva dos seus lares.

Em 1925, publica o livro “Os cristãos-novos em Portugal no século XX”, livro que dá a conhecer ao mundo a existência de comunidade de Judeus em Belmonte.
Na década de 30 do século XX, já em Lisboa, Samuel Schwarz aprofundou as suas ligações ao país de acolhimento, pedindo e obtendo a naturalização.

Samuel Schwarz morreu em Lisboa, em 1953.

Mensagem de Natal do Presidente da Câmara Municipal de Belmonte, Dr. António Rocha.

Devido à realização da Feira Anual de Belmonte, a Variante da Vila ficará interdita ao trânsito das 00H00 às 21H00 do dia 8 de dezembro de 2019.

O pagamento dos terrados deverão ser efetuados a partir do dia de hoje até sexta feira, dia 6 de dezembro, na Câmara Municipal de Belmonte.